sábado, 4 de julho de 2009

O Segredo de Jim Cymbala


Jim Cymbala é pastor do Tabernáculo do Brooklyn, em Nova Iorque. Quando ele começou servir àquela pequena igreja, localizada numa zona de má fama da grande cidade americana, o grupo tinha 25 membros. Hoje, cerca de seis mil pessoas frequentam os cultos do Tabernáculo de Brooklyn. Quando perguntado sobre o segredo do seu sucesso ministerial, ele prontamente respondeu: “Isso não aconteceu por causa das programações especiais, mas como resultado da intercessão”. No seu livro “A Oração Que Vence Barreiras”, ele escreve o seguinte: “Em sua essência, a oração intercessória toca Deus com uma das mãos enquanto a outra se estende para alcançar a pessoa por quem estamos orando”.

Sabendo que a oração não é o ponto forte de muitas igrejas e também de vários pastores, o segredo do pastor Jim Cymbala poderá ser um estímulo a uma mudança de estratégia. Em quase todo mundo há uma procura por segredos de sucesso ministerial. Com certa frequência surgem as novidades. Quando aparece um pastor com sucesso quantitativo em seu ministério, muita gente vai em busca do novo modelo. Em alguns casos, a cópia funciona. Noutros não.

O que Jim Cymbala disse não é, na verdade, um segredo pessoal. É apenas uma constatação: Quando oramos, algo de novo acontece. Quando os pastores e líderes oram, algo muda no seu ministério. Por que não repensar as nossas programações especiais e reavaliar a prática de oração de nossas vidas, como pastores e líderes, e de nossas igrejas? Será que o velho segredo ainda funcionaria? Parece-nos imperdoável quando em reuniões normais de oração de uma igreja, o pastor não participa. Todo pastor deveria ser um exemplo na oração e na intercessão.

3 comentários: